O que significa que você deve pensar nas possibilidades que estão além do reino do que já é conhecido e esperado. Pense além! É necessário desconstruir o que temos como “fixo” em termos de gênero: precisamos nos livrar do preconceito, do estranhamento e dos julgamentos para, enfim, vivermos em um mundo mais tolerante com nós mesmos e, especialmente, com as crianças. 

A cor rosa está diretamente ligada ao universo feminino, bem como o azul está ligado ao universo masculino, mas nem sempre foi assim. Hoje em dia, há até mesmo um preconceito envolvendo mulheres adultas que adotam o rosa como cor favorita. De onde vem o preconceito? Quando ele surgiu e como ganhou tanta força? Por qual motivo compramos um enxoval azul se engravidamos de um menino e um enxoval rosa se o bebê for uma menina? Afinal, não existe um preceito que nos impeça de usar essa ou aquela cor. E se todos nós respeitássemos a cor rosa e as imagens que ela evoca, ignorando os estereótipos ofensivos? A questão é que já não se trata apenas de uma cor, e sim de um universo: o universo feminino. 

Nestes ambientes a paleta de cores foi o elemento chave para elaboração do quarto das irmãs, Pietra e Martina. Alguns detalhes dão mais feminilidade para os quartos decorados femininos, por isso, se você quer incrementar a decoração e deixá-la ainda mais bonita e delicada não deixe de usar itens como um belo tapete de algodão com tramas e texturas neutras para poder mesclar com outras cores mais fortes. Luminárias, lustres e pendentes também são itens que remetem a um ambiente mais feminino, além de trazer uma iluminação super agradável e intimista.

Quer conhecer nossos produtos? Para ficar por dentro de tudo, é só acessar nosso site e nos seguir no Instagram 🙂 Todo dia tem muita coisa bacana para você se inspirar!

Projeto: Gabi Work / Tapete de Algodão, Mini Móveis e Brinquedos: Mimoo Toys / Roupa de Cama: Mooui / Foto: Sidney Doll