Planejar a decoração do quarto dos pequenos é um momento especial e marcante para os futuros papais e mamães. No entanto, uma série de dúvidas costuma surgir nesta fase. Uma delas é em relação as cores, temas e estampas. Afinal, como escolher? Há tons adequados ou não existem regras? Quando o assunto gira em torno das cores, é válido ressaltar que não é preciso seguir nenhuma regra à risca. Porém, há diversas dicas que podem te ajudar a criar uma decoração mais sóbria, harmônica e clean. São fatores que colaboram com uma atmosfera mais tranquila e aconchegante. Além disso, existe a velha “regra” do quarto de bebê azul para meninos e rosa para meninas. Nesse caso, é válido ter em mente que você pode ir muito além dessas cores clássicas e procurar soluções mais criativas para o dormitório dos pequenos. No entanto, isso não quer dizer, necessariamente, que os pais já não podem escolher mais entre o azul e o rosa como principais cores para o quartinho. Essa decisão é pessoal e vai depender do estilo que o casal deseja dar ao quarto.

Vichy: A estampa “clássica”que volta mais moderna do que nunca

A estampa xadrez com duas cores e efeito quadriculado volta e meia ressurge conquistando corações – e não vai ser diferente este ano. O estilo já vinha chamando a atenção dos mais ligados no que está rolando lá fora. Em 2020, as buscas por “estampa vichy” aumentaram 110% no Pinterest, plataforma muito usada por quem procura inspiração.  Uma qualidade do vichy é o fato de ser muito gráfico. Então, você não cansa dele. Não é como uma estampa de flor grandona. E, quando é colorido, não é mega colorido, já que costuma ter apenas duas cores. É uma estampa muito fácil de usar, mais democrática, por isso fica indo e voltando na história. Como toda estampa que se torna clássica, ele vive alguns momentos especiais sob os holofotes, mas segue sempre sendo uma boa aposta. 

Cinza Onipresente: Protagonista da Parede ao Teto

Criar uma decoração neutra com cores suaves que combinam entre si para o cantinho dos pequenos pode ser uma ótima alternativa. Essa escolha pode ser bacana para aqueles que desejam fugir do óbvio e buscam opções mais criativas. Nesse caso, o quarto de bebê em diversos tons de cinza, por exemplo, pode ser uma excelente aposta! A grande dica é que a cor esteja predominante no quarto, revestindo as paredes, seja com tinta ou mesmo papel. Essa cor plena de elegância sempre figurou entre as preferidas de arquitetos e designers de interiores. Aqui, ela recebeu a ajuda de um aliado que amplifica o seu poder: o Azul. Juntos, transformaram paredes, móveis, tapetes e acessórios para valorizar o ambiente.

Tons Pastel: Uma alternativa que soma cor e neutralidade

Caso você deseje investir em cores neutras, mas não queira o cinza, então, vale apostar em tons pastel, que geram uma atmosfera tranquila. Nesse caso, liberdade é o que não falta! Você pode optar por amarelo, rosa, verde, azul e lilás, por exemplo. E vale reforçar: é possível encontrá-las tanto em tinta para quarto de bebê, quanto em papéis de parede. As cores tratam de um fator que exerce total influência no clima do ambiente que, consequentemente, pode gerar efeitos sobre o seu pequeno. Por ser de um cômodo voltado para o descanso, é importante que os tons sejam suaves, favorecendo, assim, a calmaria e a tranquilidade das crianças.

Esperamos que algumas das ideias aplicadas no quartinho do João, filhote da médica Cirurgiã Vascular, Inez Ohashi Torres Ayres, sejam perfeitas para o cantinho do seu filho também. Aproveitamos para convidar você para opinar e compartilhar nossas histórias, inspirações, dicas e notícias nas redes sociais. Acesse nosso Facebook, PinterestInstagram. Em cada um temos conteúdos diferentes para te inspirar. Esperamos vocês por lá para curtir ainda mais nosso universo!!!

Projeto: Studio Faska Rivkind / Produtos da nossa loja online: Mimoo Toys / Foto: Renata D’Almeida