Casa com rotina com filhos e com amigos tem vida, mas também tem bagunça. Por isso, reunimos ideias simples e eficazes para você não perder essas delícias, mas manter tudo em ordem. O primeiro passo para qualquer organização de um ambiente infantil é ensinar os pequenos sobre a importância de ter um lugar para cada coisa e principalmente de que tudo volte para o seu devido lugar depois das brincadeiras. Por isso, é importante envolver a criança no processo e fazer com que ela guarde seus objetos no lugar correto. Lembre-se: Com calma e organização, é possível colocar tudo em ordem!

Prático e confortável,  o quarto assinado pela arquiteta Gabriela Marques impacta logo na primeira impressão. Feito para dormir, brincar e estudar, ele foi desenhado em cima de uma base neutra. A arquiteta apostou em prateleiras e nichos inteligentes que evitam bagunça. Desenhou uma bancada multifuncional com compartimentos para lápis, livros, utensílios de papelaria e até um porta-brinquedos com rodízios para deixar tudo sempre à mão e prontos para a melhor parte: brincar! O móvel serve também de apoio para organizar mantas e almofadas para manter o quarto sempre arrumado. Há ainda espaço para estudar, é claro! Quer um cantinho de estudos mais organizado que este?

Utilize móveis baixos, com prateleiras e gavetões, facilitando o acesso das crianças na hora de pegar e guardar as roupas e os brinquedos, sem muitas dificuldades. Quer mais uma dica? Aqueles itens que não precisam estar sempre à mão devem ganhar um espaço sob medida.

Aproveite todo o espaço possível com estantes, ganchos, cabideiros, prateleiras e nichos, utilizando assim as paredes para guardar objetos, decorar e otimizar ambientes pequenos.

Use cestos organizadores. Eles auxiliam principalmente na manutenção, já que por delimitarem o espaço, fica mais fácil para a criança pegar e colocar de volta no lugar cada item, sem bagunçar nada. Mas se os cestos estiverem cheios adote uma prática sustentável: quando ganhar algo novo, doe aquilo que você já não usa mais. Segundo Marie Kondo, se você sabe que alguém realmente se beneficiaria de algo que você vai dar embora, não há problema em perguntar se ela quer. No entanto, você não deve incomodar as pessoas com todas as coisas que você se sente culpado demais para jogar fora. Ela escreve: “Precisamos mostrar consideração pelos outros, ajudando-os a evitar o incômodo de possuir mais do que precisam ou podem desfrutar”.

 

 

 

Quarto de criança, na maioria das vezes, é sinônimo de bagunça. São tantas roupas e brinquedos que é fácil perder o controle. Não deixe o quarto se transformar numa bagunça tão grande que vá tomar dias e mais dias para devolvê‐lo ao estado anterior. O melhor caminho para ter um espaço organizado e confortável é conhecer a si mesmo e saber identificar os objetos que você realmente ama. Por isso, guarde apenas o que te faz feliz e aprenda a selecionar somente o que é especial, esse é um bom conselho! 
 
Projeto: Gabi Work / Tapete de Algodão, Acessórios e Brinquedos: Mimoo Toys / Roupa de Cama: Mooui / Marcenaria: Maria Joaquina / Foto: Sidney Doll

VEJA TAMBÉM:

COMO DEIXAR O QUARTO DOS NOSSOS FILHOS AINDA MAIS ACONCHEGANTE?

AUTONOMIA, BRINCADEIRAS E IMAGINAÇÃO!